28 de abril de 2009

O que seria de mim sem você? Sem o seu sorriso, suas bagunças, seus gritinhos, sua curiosidade... Até a falta do seu mau humor faria minha vida não ter mais sentido, filha.
Você é tudo pra mim, um milagre, a realização de um sonho, o mais bonito que já tive.

27 de abril de 2009

benção



Filha, você está cada dia mais apaixonante, e eu cada dia mais apaixonada. Você se tornou uma menina tão carinhosa que conquista a todos com um abraço e um beijo. Agora também você tem sentido falta da mamãe e do papai quando está longe. Ontem mesmo a dinda me contou que você choramingou... Eu me sinto tão abençoada por tê-la em minha vida, Pietra!

8 de abril de 2009

O amor

O AMOR...
É o sentimento mais nobre, que impulsiona nossa vida, que nos dá vontade de ir além, que deveria estar presente na vida de todos como uma condição "sine qua non" seria possível a felicidade completa. Porém não está, filha. Me pergunto como essas pessoas conseguem viver sem ele e a resposta que me vem a cabeça é que elas apenas sobrevivem. Nessas horas, sinto-me muito feliz por tê-lo presente em minha vida de forma tão grandiosa. O amor que sinto por você e pelo seu pai é a minha felicidade presente, futura e infinita. É o meu bom humor nas manhãs de sono!
A mim só resta agradecer a Deus por ter em minha vida tamanha graça, que é a presença de vocês e o amor de vocês.
Amanhã faz quatro anos que eu e seu pai nos casamos, filha. Foi num início de noite de sábado, onde era deixado pra trás uma vida e começava-se outra. Aquele foi o marco, talvez o começo da sua existência sem ainda sabermos disso...
Foi ali, no dia nove de abril de dois mil e cinco que um mais um passou a ser igual a três (1+1=3; Patricia, Mauricio e Pietra).

11.11.2007, 11h30min, domingo, dia mais importante de nossas vidas.
amor que não tem limite!

7 de abril de 2009

o mundo gira, filha!

Engraçado como nós educadores influenciamos nossos educandos. Hoje, atendi uma aluna que me procurou para falar sobre seu rendimento. Ela me disse que não sabia porque mas estava indo muito mal em Português, que não entendia nada das aulas do Zé Maria, que também não entendia o que a plantonista falava, e blá blá blá....... Escutei até ela terminar o desabafo e então eu me posicionei... Falei pra Fernanda o que qualquer adulto que conhecesse sua capacidade falaria, ou seja, que ela criou algum obstáculo, mesmo que inconscientemente, com essa disciplina que a impedia de prestar atenção nas aulas e se dedicar o suficiente, e blá blá blá... Disse apenas o que ela já deve ter escutado de sua mãe, mas no final da conversa ela me disse que era sempre bom conversar comigo pois eu mostrava a realidade e fazia com que ela tivesse mais ânimo. Engraçado, pois eu não disse nada além daquilo que ela escuta dos pais em casa.
Aí quando me coloco no papel contrário (de mãe), fico imaginando filha, se você vai ser assim também e logo tenho a certeza que sim, lógico que será... Todos são! Hoje mesmo tive a comprovação disso... Fui com seu pai à reunião de fechamento do primeiro bimestre de sua escola e pude observar um pouquinho da sua relação com suas professoras, entre outras coisas. É algo mágico como elas conseguem te educar com tanta ternura, com tanta paciência, doçura e firmeza ao mesmo tempo. Elas são tão habilidosas que muitas vezes eu, mãe de primeira viagem, me pego pedindo dicas pra elas... Como vocês lidam com a birra dela? Como fazem pra ela comer comida? (Hehe!)
No fim de nossa conversa, a professora nos deu parabéns por estimularmos tão bem você. Disse que se você fizesse aniversário no meio do ano já iria para o maternal, pois sua esperteza é algo que salta aos olhos de todos...
Na hora em que ela falou isso, fiquei calada, porém agradeci a Deus por deixá-la em tão boas mãos como a deixo todos os dias. Em saber que eu estarei longe mas que você estará tendo a melhor das lições com esses dois anjos chamados Simone e Andreza.
Em contapartida, seu pai se encheu de orgulho, por ter uma filha superdotada, segundo ele. Isso ele me confessou quando chegamos em casa.
Engraçado como o mundo gira filha... Eu educando os filhos de outras mães, Simone educando e cuidando de você para eu poder educar, e as filhas de Simone sendo educadas e cuidadas por uma terceira pessoa para ela poder educar e cuidar de você.

6 de abril de 2009

sol e chuva

As vezes me sinto uma idiota, filha... Por fazer exatamente o contrário do que deveria. Tenho um objetivo na vida: fazer feliz a você e seu pai. Tenho tentado na maioria dos dias, mesmo que não consiga, eu tento... Mas tem dias que eu esqueço de tentar e ajo como se isso nem passasse pela minha cabeça. Ontem foi um dia assim, eu sofri e fiz sofrer. Não a você diretamente, mas a seu pai... Digo diretamente porque sei que você, sendo parte dele, sofre também. Mas o que importa é que hoje é outro dia, e eu estou muito empenhada no meu objetivo. A vida é assim, filha, um dia de sol, outro de chuva... Porém, quando sabemos olhar adiante e enxergar que o sol ou chuva dependem somente da gente, tudo fica mais fácil e mais bonito.