13 de maio de 2009

indiferença

Filha, um dia você vai entender isso que lhe digo...
O contrário de bonito é feio, de rico é pobre, de preto é branco, isso se aprende antes de entrar na escola. Se você fizer uma enquete entre as crianças, ouvirá também que o contrário do amor é o ódio. Elas estão erradas. Faça uma enquete entre adultos e descubra a resposta certa: o contrário do amor não é o ódio, é a indiferença.

Estou aprendendo a ser indiferente às pessoas que me odeiam, ou que pelo menos, fazem tudo pra atrapalhar minha vida. O mundo está cercado delas, filha, infelizmente... Porém o pior castigo que elas podem receber de nós é o desprezo, e nisto eu estou me tornando mestra. Tenha certeza que esta lição eu te ensinarei direitinho.

12 de maio de 2009

por você, sempre!

Minha linda, hoje finalmente consegui parar pra vir até aqui escrever pra vc, coisa que ando querendo fazer já faz tempo... Semana passada, aconteceu um fato na escola que me deixou muito triste, mas no final da tarde, quando te busquei na creche e olhei pro seu sorriso, me senti revigorada e pronta pra enfrentar o mais feroz dos leões; por você! Tive algumas perdas nesta vida, filha, com elas algumas tristezas, porém nada que se compare a alegria e satisfação de tê-la em minha vida.
Hoje parei pra analisar como tenho desperdiçado meu tempo. Desperdício por passar mais tempo fazendo algo que não há reconhecimento do que me dedicando a vc. O que me conforta é saber que você é uma menina muito esperta, e que sabe que sua mãe te ama mais que tudo, e que, independente da quantidade de tempo que fica ao seu lado, quando fica, é de coração.
Vc é a página central de minha história, Pietra. Não se esqueça disto jamais!