30 de abril de 2011

Quando o seu nome me veio à cabeça, foi muito antes de você existir. Antes até de amar seu pai. Há muito mais tempo eu sei de você, Pietra. E amo desde o seu não-projeto de vir. Você, seu humor, sua alegria. Eu já sabia, mas não sabia que sabia. E foi assim, sem saber, que procurei e fui achada.


Ontem, quem cuidou de mim foi você... Foi vc quem pegou na minha mão no momento em que a enfermeira estava me dando uma injeção e me falou baixinho:
Fique calma que vai doer só um pouquinho, mamãe...
E depois de ouvir essas palavras, meu coração se encheu de tanto amor e gratidão, que não havia espaço para mais nada, nem sequer para a tal dorzinha.

A vida me sorriu, permitiu você nascer
Estrela pra dar sorte
Por tudo o que a gente fez
É pura tua luz, teu rosto, teu olhar
Quando você está longe
...A mim só resta lembrar
Quando você não está por perto
Meu mundo é um deserto no frio!