30 de abril de 2013

Auto estima baixa não pode...

Mamãe voltou a frequentar psicólogo e vc também depois de uma reinião da escola e de notar a sua baixa auto estima. Isso irá se reverter, meu amor. Afinal de contas vc é a princesa mais linda da mamãe... morro de orgulho de vc, linda.

Primeira balada sem a mamãe

Acho que eu fiquei mais ansiosa que vc, filha. Comprei sapatilhas novas para v escolher a cor q combinasse com o vestido, te maquiei toda, e te enchibde beijos na despedida. Me senti a mãe de uma mini adolescente te levando na festa as 18h e sendo convocada pra te buscar as 22h. O resultado não poderia ser outro, vc amou... e a mamãe se sentiu estreante em mais uma experiência.

12 de abril de 2013

um desafio sim, e daí???

Hoje, dia de reunião bimestral, fomos conversar sobre Pietra. Saí de casa chateada e com um monte de coisas pra falar, já que ontem ela chegou da escola me dizendo que era a pior aluna da sala, que não ganhava parabéns, que não sabia escrever, que era feia, que seu nome era feio, que tinha o cabelo curto etc, etc, etc...
EI ESCOLA, ESPERA AÍ!!! O QUE ESTÁ ACONTECENDO COM MINHA FILHA??? PENSO QUE ELA NÃO POSSA SE SENTIR DIMINUÍDA DIANTE DE SEUS AMIGUINHOS!!!
Chegando lá, deixei a professora Vanessa, que por sinal foi atenciosíssima e demonstrou muito carinho, falar... E pá. pá, pá...e  Pietra é muito agitada, não se concentra, etc, etc...  E eu falei à ela o que já tinha informado mil vezes à escola... A PIETRA É HIPERATIVA, PROFESSORA, NÃO TE PASSARAM ESTE FATO? O QUE A SENHORA ME SUGERE???
Nesse meio tempo, Pietra descobre que eu estou na escola e vem até a sala...  A professora (depois da abordagem que eu fiz sobre a baixa auto estima de minha filha) começa a elogiá-la, e eu faço o mesmo... Após um tempinho, peço pra Pietra voltar a brincar e daí mais uma vez sou surpreendida com sua reação... Choro compulsivo.... 
A professora, com todo cuidado, mas tendo que pegá-la a força porque ela dava pontapés pra todo lado gritando mamãe, a levou no colo... E eu ali com cara de paisagem, sofrendo, e querendo levá-la, mas ao mesmo tempo sabendo que isso não seria a atitude adequada...
E a professora terminou a reunião me dizendo pra procurar a psicóloga da escola..
Então, na saída, tive a sorte (ou não!!) de conseguir marcar para o mesmo dia.
As 15h30min, lá estou eu, com Yasmin no colo, esperando a psicóloga da escola me atender. Esperei por meia hora e quando finalmente fui atendida a Dra. simplesmente me encaminhou para uma colega. 
BRINCADEIRA??? Não!!! INFELIZMENTE É VIDA REAL MESMO!!!
e por enquanto paramos por aí, até o próximo capítulo, até a próxima escola...