27 de julho de 2011





Eu às vezes lamento muito que meus amores cresçam tanto. Crescem demais. Perdem a inocência, fazem planos... Viram adultos. Ah, como eu queria que os meus amores não crescessem tanto!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para você que veio nos visitar vai o nosso muito obrigada...