25 de setembro de 2008

Cada dia mais difícil


Filha, está cada dia mais difícil sair pra trabalhar e te deixar em casa. Quando chego no seu quarto e vejo você brincando no seu bercinho, depois esticando os bracinhos, pedindo colo e mamá, eu me derreto toda... E fico ali, prolongando minha ida, desfrutando mais uns minutinhos de sua companhia. Hoje eu não aguentei e te levei junto comigo. Você fez um sucesso danado pois sua alegria é contagiante. Depois fui levá-la a creche e com muita relutância, de ambas partes, nos separamos. Voltei pra escola com aperto no coração.
Nas horas em que tenho pouca valorização no trabalho, apesar de dar o meu máximo, me questiono o quanto vale a pena me dedicar tanto a algo que não está sendo valorizado devidamente. Tenho certeza que você saberia me valorizar melhor. Mas por outro lado filha, acho que você não seria esta pessoa incrível que é se passasse todas horas do dia somente comigo. E provavelmente eu também poderia me sentir frustrada mais tarde. Por isso e por outros motivos eu continuo trabalhando, "enfrentando leões" diariamente. E sentindo saudades da minha garotinha que, com certeza, estará me esperando as 17h com um sorriso sempre presente. E nesta hora começa a parte mais feliz do meu dia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para você que veio nos visitar vai o nosso muito obrigada...