30 de julho de 2009

Filha, estamos vivendo uma época de felicidade e realizações. Eu, você e seu pai, formamos uma família muito feliz, sempre unidos, dando amor e carinho um ao outro...  Tivemos que passar por alguns percalços para chegarmos nesta calmaria, porém conseguimos sobreviver a eles e nos tornamos melhores.
Isto é a maior felicidade que alguém pode almejar e nós estamos vivendo-a. Que maravilha! Um dia vc vai crescer e construir uma nova família também, porém, agora, vc é a nossa pequena, e nós queremos aproveitar muito as delícias dessa fase.
Ontem a noite, resolvemos que você deveria começar a dormir na cama, pois até hoje vinhamos colocando vc no carrinho... Filha, foi mais difícil do que eu imaginei.
Nós, pobres pais de primeira viagem, despreparados, colocamos vc no meio da gente e falamos que era hora de dormir. Meu Deus, foi mesma coisa de ter dito que era pra fazer bastante folia... Vc pulava na cama e falava "paque" (como se a nossa cama foisse uma cama elástica), depois deu várias cabeçadas no seu pai, enfiou o dedo no olho dele... Um horror... Resolvemos ignorar vc... Aí é que a coisa descambou... Vc desceu da cama, mexeu na minha mesa de cabeceira (eu fazia muito esforço pra conseguir ignorar vc colocando minhas coisas a baixo e seu pai segurava o riso), ligava o abajur do seu pai, depois o meu, ia de um lado pro outro, virou o carrinho de ponta cabeça, voltava pra cama, chamava por nós, e como se estivesse muito ciente do que estava acontecendo, fazia mais e mais bagunça pra ver até quando iríamos aguentar continuar te ignorando... Sucumbimos, filha... Nesta primeira tentativa você venceu... Mas não pense que desestimos não...Perdemos apenas uma batalha, mas a guerra continua, rssss.
O fim disso foi vc voltar pro carrinho e assistir cocó na sala. Nós, ainda mais exaustos, esperamos vc pegar no sono e fizemos o mesmo.
É Pietra, vc literalmente não para um segundo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para você que veio nos visitar vai o nosso muito obrigada...