13 de outubro de 2008

Primeiros passos


Ao chegar na creche para te buscar, filha; a tia Simone me falou:
"Nossa como ela tá andando, não?"
Que surpresa maravilhosa, amor! Andando!!!
Chegamos em casa e te levei ao parquinho, depois brincamos, lemos seu primeiro livrinho que a escola pediu, assistimos cocoricó, tomamos banho... Mas andar de verdade, você não quis saber não. Sozinha mesmo, ficou naqueles 4 passinhos. Mas se tia Simone disse, então hoje é o dia que você começou a andar.
Que orgulho!

Com jeito de criança

Dizem que és o futuro de um país sem presente
Que o amanhã depende de ti,
ainda que nada façam para que esperem tanto.

O pranto chega, a fome,a dor.
Não te olham como gente,
és apenas mais um entre milhares de inocentes que nada pediram,
inclusive, nascer sem direito a viver.

Onde estão os culpados por tamanho descaso?

Onde estão os que te acusarão depois?

Tu, criatura irradiante,
que do mundo merecia respeito e grande afeição Tu,
que ao sair do ventre materno choras e faz chorar de alegria
quem nos braços te acolhe.

Corre...

Mostra-nos os teus desejos, teus anseios
Mostra-nos que podemos ter um coração semelhante ao teu
Ensina-nos a construir castelos de areia que o vento derrubará e
nos faz perceber que nenhum vento dura tanto
que podemos sempre recomeçar...

Feito criança que ensaia os primeiros passos.




Onde estão os culpados por tamanho descaso?

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para você que veio nos visitar vai o nosso muito obrigada...