2 de junho de 2009

nostalgia

Filha, tenho estado feliz e triste ao mesmo tempo... Feliz por vê-la crescer, linda, cheia de vida, sempre alegre, sorridente... Triste porque meu bebê está virando uma mocinha. Logo, não terei mais como te pegar no colo, e isso me assusta.
Hoje, estive olhando umas fotos de você bem pequenininha e que saudade senti. Nossa, como você cresceu, meu amor.
Ontem, quando te busquei na escola, perguntei a você o que você tinha aprendido e você prontamente me respondeu:
hun, gois, teis, quato, cico...
Naquele momento, em meio a felicidade, me veio a nostalgia em vê-la crescer.
Fomos contando até em casa, e você me fazendo dar muitas risadas com a sua pronúncia peculiar.
E meus dias tem sido assim, uma enchente de amor, pois a cada dia tenho descoberto que meu sentimento por você cresce sem parar, como você também cresce.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Para você que veio nos visitar vai o nosso muito obrigada...